ECG e Caso Clínico da Semana – Sobrecarga de Câmaras Direitas

Alexandre de Matos Soeiro

 

Atendimento inicial

Paciente de 62 anos, diabética, hipertensa e obesa (IMC=50 kg/m2) compareceu ao pronto-socorro do InCor devido história de dispnéia e ortopnéia progressivas há 20 dias. A entrada, hemodinamicamente estável, com oximetria arterial periférica de 84% e edema assimétrico em membro superior direito. O eletrocardiograma encontra-se abaixo

Eletrocardiograma mostrando ritmo sinusal com frequência cardíaca de 84 bpm. Observam-se sinais de sobrecarga de átrio direito como aumento e apiculação da onda P, principalmente em DII, e o sinal de Penaloza-Tranchesi (aumento significativo de amplitude dos complexos QRS observado na transição de V1 para V2 – Tal achado se deve ao fato de que em presença de sobrecarga atrial direita em V1 ocorre a interposição atrial entre o eletrodo e o ventrículo, reduzindo a amplitude do complexo QRS. Ao passar para V2, tal interposição desaparece e a visualização do QRS torna-se evidente).  Além disso, nota-se desvio do eixo para direita (onda S proeminente e negativa em DI associada à ondas S profunda em V5 e V6) denotando sobrecarga de ventrículo direito.

Eletrocardiograma mostrando ritmo sinusal com frequência cardíaca de 84 bpm. Observam-se sinais de sobrecarga de átrio direito como aumento e apiculação da onda P, principalmente em DII, e o sinal de Penaloza-Tranchesi (aumento significativo de amplitude dos complexos QRS observado na transição de V1 para V2 – Tal achado se deve ao fato de que em presença de sobrecarga atrial direita em V1 ocorre a interposição atrial entre o eletrodo e o ventrículo, reduzindo a amplitude do complexo QRS. Ao passar para V2, tal interposição desaparece e a visualização do QRS torna-se evidente). Além disso, nota-se desvio do eixo para direita (onda S proeminente e negativa em DI associada à ondas S profunda em V5 e V6) denotando sobrecarga de ventrículo direito.

 

 

Evolução do caso

Realizou radiografia de tórax que mostrou abaulamento de arco pulmonar, aumento de câmaras direitas, retificação diafragmática, sem evidência de congestão pulmonar. Ecocardiograma transtorácico mostrou fração de ejeção de 67%, ventrículo direito dilatado (43 mm) e hipocinético discreto e pressão sistólica arterial pulmonar de 72 mmHg.

Devido hipótese de hipoventilação associada à obesidade e tromboembolismo pulmonar, foi solicitada gasometria arterial que confirmou a primeira hipótese, mostrando pH=7,38, PCO2=60 e Bicarbonato de 32. Angiotomografia de artérias pulmonares confirmou presença de embolia pulmonar segmentar bilateral e trombose venosa profunda em veia cava e subclávia direita.

Foi medicada com heparina não-fracionada em bomba de infusão contínua e furosemida, além da administração de oxigênio e uso de ventilação não-invasiva intermitente e durante período noturno.

 

Alexandre de Matos Soeiro

• Médico Assistente e Supervisor da Unidade Clínica de Emergência - InCor (HCFMUSP). • Coordenador do Curso Nacional em Emergências Cardiológicas • Médico Assistente Homenageado pelas Turmas de 2012 a 2014, 2013 a 2015, 2014 a 2016, 2015 a 2017 e 2016 a 2018 de Residentes/Estagiários do InCor-HCFMUSP. • Vencedor do Prêmio Jovem Investigador - Josef Feher do Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo em 2015 • Coordenador da Liga de Emergências Cardiovasculares do InCor - HCFMUSP. • Professor Convidado de Graduação do Terceiro, Quarto e Sexto Anos da FMUSP. • Preceptor homenageado pela Turma 94 de graduação da FMUSP • Médico Preceptor em Cardiologia - InCor - HCFMUSP - 2011. • Especialista em Medicina de Emergência pela ABRAMEDE. • Especialista em Cardiologia pela SBC. • Residência Médica em Cardiologia - InCor - HCFMUSP. • Especialista em Clínica Médica pela SBCM. • Residência em Clínica Médica - HCFMUSP. • Graduação em Medicina pela FMUSP. • Instrutor Ativo de Cursos de ACLS - LTSEC - InCor - HCFMUSP. • Instrutor Ativo de Cursos SAVICO (Suporte Avançado de Vida em Insuficiência Coronária) e SAVIC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *